quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

A MATANÇA CONTINUA

Após a piada de uma trégua de três horas Israel voltou a atacar os palestinos na Faixa de Gaza.Ou seja a matança continua.O pior é conviver com gente que defende esta matança, que considera correto o que Israel esta fazendo, matando civis e principalmente crianças.São as mesmas pessoas que de forma hipócrita se dizem defensores da paz, da moral e bons costumes.A imprensa então nem se fala.Calou, silenciou.Israel não permitiu a entrada na Faixa de Gaza e a cobertura é feita de muito longe,mesmo assim continuam assistindo sem protestar a morte de centenas de palestinos.om isto fica dificil o mundo, a própria ONU, se unirem para a criação do verdadeiro Estado Palestino, tal qual aconteceu com Israel em 1947 quando Hitler praticamente dizimou os judeus.Agora as praticas dos israelenses contra palestinos não são muito diferentes do que Hitler fez contra o povo judeu.

Um comentário:

Tanise Carrali disse...

Não tem muito haver com a Matança, mas como não tenho seu mail e queria colaborar logo cedo c o seu programa da manha c um escrito de um grande estudioso da Educação José Gimeno Sacristán qu disse:
A educação é um direito:
Todas as pessoas, e não apenas as crianças, devem ser educadas em condições de igualdade. Para tanto, é necessário:
-Implantar o ensino fundamental e básico obrigatório e gratuito para todos.
-Tomar medidas para que a assistência á escola seja regular e efetiva, combatendo o absenteísmo.
-Generalizar o ensino técnico e profissional.
-Fomentar o desenvolvimento, suas distintas formas, do ensino médio, incluído o ensino geral e profissional, fazendo com que todas as crianças tenham acesso a ela
-Fazer com que o ensino superior seja acessível a todos, com base na capacidade e nos méritos de cada um.
-Fazer com que as crianças disponham de informação e orientação em questões educacionais e profissionais.
-Fomentar ou intensificar a educação fundamental para quem não pode completar o básico.
-Seguir ativamente o desenvolvimento do sistema escolar em todas as etapas de ensino.
(SACRISTÁN,In.:A Educação que ainda é possível - Ensaios sobre uma cultura para a educação 2007:144)
Depois daquele debate q participamos ontem preocupei-me porque enquanto a educação for uma questão de "política" quem sofrerá serão os educandos.E não estou levantando outra bandeira que não seja a da educação, meu compromisso é com a cultura para a educação, espero que contribua na discussão do tema. Tanise Carrali (Professora,atriz,diretora e produtora teatral, proprietária da Academia Pe com Pe-Instituição de Ensino Santanense)