quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

PROTESTO DA COMUNIDADE

A comunidade escolar da Escola Paulino Vares foi hoje até a frente da Prefeitura, protestar contra o fechamento do educandário , o que segundo a professora Cristina de Leon, secretária de Educação já esta decidido. A decisão, conforme a Cristina e a sua adjunta Marta Torres é pedagógica, visa a melhoria da qualidade do ensino, transferindo os alunos para a Escola Agrícola na Estação Experimental. É também uma decisão econômica pois não há recursos para recuperação do prédio da escola que tem muitas avarias. Tenho o maior respeito pelas educadoras e lutadoras sociais,Cristina e Marta,muito mais do que este blogueiro que não é professor, elas sabem que escola não se fecha.Escola não serve apenas para a formação intelectual, mas acima de tudo para a formação da cidadania. Como professor o prefeito Wainer também sabe disso.A comunidade esta mobilizada e além do nosso trabalho na imprensa alguns vereadores como Glauber Lima(PT),Sérgio Moreira(PDT) e Claudio Coronel(PTB) querem a manutenção da escola na Mangueira Colorada.

2 comentários:

josé newton disse...

Dagberto, uma oficina se não há clientes fecha-se. Um armazem se não vende fecha-se. Um cinema se não tem platéia fecha-se. Todos são criados para um fim e o fim não atingindo o objetivo, fecha-se. Mas uma escola é diferente. Ela na sua existência não encerra um fim somente, e mesmo que tenha poucos alunos, uma escola vai além da transmissão de cultura, de formação e informação para os educandos. Ali na escola, numa sociedade democrática, deve ser um centro de discussão, de busca de soluções para os mais diversos problemas dessa sociedade. A escola que limita-se envolver-se somente com a tarefa do ensino está longe de cumprir com o seu papel social. E a sociedade que fecha uma escola, fecha também a possibilidade maior dessa sociedade evoluir.

Sol Cunha disse...

Gostaria de deixar aqui a minha opinião como professora que sou e como sabedora da realidade escolar das escolas municipais. Há muitas escolas que não tem número suficiente de alunos para que continuem funcionando, o que acarreta um acúmulo de gastos para a Secretaria de Educação e sobretudo para escolas que como a minha tem 28 alunos em uma série e precisa de professor. Seria bom que antes dos vereadores tomarem sua posição em relação ao assunto, vissem bem qual é a realidade. O que não pode se aceitar é que professores tenham uma turma com 5 alunos, enquanto em outras as turmas são de 30.Outro fator muito importante é que os prédios da escolas estão em precárias condições e que muitas delas não tem condições de iniciar suas atividades, enquanto que foram gastos não sei quanto na construção de uma só escola(Escola Professor Dias).Este é um desabafo de uma professora que em 2007 teve 3 turmas fora do seu prédio escolar e que nesse ano, o mesmo local que antes abrigava essas turmas não tem condições de habitabilidade.